top of page
Search
  • gepocuff

ÚLTIMAS SESSÕES DO CICLO DE CINEMA PARA UMA ONTOLOGIA DO SER SOCIAL

Em setembro de 2023 retomaremos nosso curso de extensão CICLO DE CINEMA PARA UMA ONTOLOGIA DO SER SOCIAL. Baseado na obra homônima de György Lukács e em cinematografias contemporâneas, a terceira e última etapa do curso contará com três sessões.


A primeira, dia 26 de setembro (terça-feira), às 14h, exibirá o premiado filme do diretor chinês Jia Zhangke, Tian zgu ding (Um toque de pecado), uma tentativa de compreensão pelo seu diretor da escalada de violência na China contemporânea. Após a sessão, receberemos dois convidados para o debate: a pesquisadora e cineasta Mariana Kaufman, que abordará as questões cinematográficas da obra e o professor da Faculdade de Economia da UFF, Paulo Henrique Furtado de Araujo, que debaterá as possíveis associações entre a película e o pensamento lukacsiano e apresentará algumas reflexões sobre a crise e a barbárie contemporâneas.


A segunda sessão, dia 21 de outubro de 2023 (sábado), às 14h, exibiremos Trabalhar cansa, primeiro longa-metragem da dupla de diretores brasileiros, Juliana Rojas e Marco Dutra, lançado na seção Un Certain Regard da edição de 2011 do Festival de Cannes. Alunos egressos da escola de cinema da Universidade de São Paulo (ECA-USP), a dupla de diretores apresenta através de uma narrativa contemporânea, a degradação das relações trabalhistas e humanas. Fomentando o debate sobre os temas levantados pelo filme, André Vaz Porto Silva e Fernanda Cavalcanti Costa apresentarão a investigação que empreenderam sobre as características de sociabilidade próprias do modo de produção capitalista, com base nas obras de autores marxistas.


Encerrando o Ciclo, a terceira e última sessão, exibirá no dia 18 de novembro de 2023, (sábado), às 14h, o filme Nostalgia da luz, de Patrício Guzmán, diretor chileno do clássico A Batalha do Chile. Em Nostalgia da luz, Guzmán continua a vasculhar os escombros da ditadura de Pinochet, mas nesta, sua narrativa vai entrelaçar as violências remanescentes à resistência do movimento de mulheres que busca desaparecidos no deserto do Atacama e aos trabalhos dos cientistas de diversas áreas que lá estão à procura de descobertas cósmicas e paleontológicas. Para debater o filme e suas relações com a obra de Lukács, receberemos o físico e professor Natan Oliveira e um pesquisador da obra de Guzmán, ainda a confirmar.


As sessões do CICLO DE CINEMA PARA UMA ONTOLOGIA DO SER SOCIAL são gratuitas e abertas ao público em geral.


O curso é uma realização do Grupo de Estudos e Pesquisas em Ontologia Crítica da Universidade Federal Fluminense (GEPOC-UFF) em parceria com a Cinemateca do Museu de Arte do Rio de Janeiro.



34 views

Recent Posts

See All

Comments


bottom of page